Previsão do Tempo
Bauru
Política

Câmara constata problemas em obras da Nuno de Assis

Desabamento de uma caixa de centro revela forma como as obras foram feitas

02/06/17 07:00
Pedro Romualdo/Divulgação
Secretário Olivatto (à direita) acompanhou os parlamentares

Por iniciativa da Comissão de Obras, vereadores vistoriaram, na manhã de quarta-feira (31), problemas em serviços executados pela empresa Stemag, contratada pelo DAE para instalar a rede de interceptores de esgoto às margens do rio Bauru, na avenida Nuno de Assis, especificamente, no trecho entre o cruzamento com a Nações Unidas e o Jardim Bela Vista.

Participaram da atividade os parlamentares Mané Losila (PDT), Natalino Davi da Silva (PV), Sandro Bussola (PDT), José Roberto Segalla (DEM), Miltinho Sardin (PTB) e Ricardo Cabelo (PPS).

No local, verificaram o desabamento de uma das caixas de centro instaladas pela empresa, fato que agravou os já conhecidos problemas na pavimentação da avenida, que deve ser recapeada só no ano que vem.

Presidente da Comissão de Obras, Mané Losila externou a preocupação de que a má execução da instalação dessas caixas tenha se repetido em outros pontos da avenida e que novos estragos voltem a prejudicar motoristas, pedestres, moradores e comerciantes da região.

Como o contrato entre o DAE e a Stemag já se encerrou, os reparos dos problemas já constatados estão sendo realizados pelas equipes da própria autarquia.

Losila defende, no entanto, que o município acione a empresa judicialmente para que prejuízos sejam ressarcidos em favor do erário.

O presidente da Comissão de Obras frisou ainda a importância de que o DAE tenha conhecimento da dimensão dos problemas para evitar o desperdício de recursos quando vier a contratar o recape da Nuno.

A vistoria de quarta-feira foi motivada pelo pronunciamento do vereador Ricardo Cabelo, na última sessão legislativa, e sugerida pelo presidente da Casa, Sandro Bussola (PDT).

Na segunda-feira (28/05), Cabelo afirmou que as já conhecidas ondulações na pavimentação da via estariam se agravando, em razão da má execução dos serviços da Stemag, contratados na gestão passada.

"A Nuno de Assis está afundando. Os funcionários que estão ali trabalhando me passaram informações de que a avenida é uma mina prestes a explodir", disse o parlamentar.

Segundo ele, a empresa utilizou terra molhada para recompor o solo no local e as instalações das chamadas caixas de centro também apresentam problemas, como constatado na manhã de hoje.

O secretário municipal de Obras, Ricardo Olivatto, acompanhou a atividade e reiterou a necessidade de realização de estudos do solo sob a Nuno de Assis.

Ler matéria completa
Mais notícias em Política
As mais compartilhadas no Face
voltar ao topo