Previsão do Tempo
Bauru
Política

Comissão vai agilizar obras na Marechal Rondon

Em reunião com a Artesp, promovida por Pedro Tobias, ViaRondon e a prefeitura se comprometem com andamento das marginais

05/10/17 07:00
Thiago Navarro
Divulgação
A reunião, nessa quarta (4), em São Paulo, contou com gente da prefeitura, Artesp, ViaRondon e o DER

Em reunião realizada no final da tarde dessa quarta-feira (4), em São Paulo, a Prefeitura de Bauru se comprometeu em agilizar o processo de cessão de áreas públicas municipais para a continuidade das obras de construção das marginais da Rodovia Marechal Rondon (SP-300) no perímetro urbano de Bauru. O encontro foi intermediado pelo deputado estadual Pedro Tobias (PSDB).

Além disso, uma comissão foi formada, com representantes da Artesp, DER, ViaRondon e prefeitura, e uma nova reunião foi agendada para o dia 17 de outubro, às 10h, em Bauru. "Vai ser tudo colocado no papel, as áreas que precisarão ser doadas, com o tamanho e localização", explica o secretário municipal de Negócios Jurídicos, Toninho Garms. A Artesp apontou que o processo é necessário para o avanço das obras. Já as desapropriações de áreas privadas são de responsabilidade da concessionária.

Em documento assinado pelo ex-prefeito Rodrigo Agostinho, o município já sinalizava a intenção de fazer as doações, porém, não houve formalização de convênio junto à Artesp, Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e com a ViaRondon, empresa concessionária do trecho e responsável pelas obras.

Garms, reitera que não haverá empecilhos para o município ceder áreas públicas, como ruas, para viabilizar as obras. "Havia esse documento assinado pelo ex-prefeito, mas como não teve formalização de convênio, não há validade jurídica. Agora, o que estamos fazendo é buscar acertar o convênio, e no que diz respeito ao município, vamos fazer o processo para a cessão das áreas públicas, passando pela Câmara Municipal", explica o secretário.

DEVAGAR

O ritmo lento da obra de duplicação deve mudar quando o convênio for assinado, cita Garms. O deputado estadual Pedro Tobias, por sua vez, também considerou a reunião produtiva e que o diálogo entre as partes é necessário para o avanço das obras.

A construção das marginais começou em junho de 2016, e a previsão de término era para abril de 2018, mas deve ser prorrogado. O investimento total anunciado na época é de R$ 170 milhões, na implantação de 22,4 km de marginais, nos dos sentidos, entre os km 336,5 (Trevo da Eny) até o km 347,7 (região do Núcleo Gasparini).

Ler matéria completa
Mais notícias em Política
As mais compartilhadas no Face
Recomendado
voltar ao topo