Previsão do Tempo
Bauru
Política

Rondon: marginais serão retomadas

Em visita à região nessa quarta (11), governador Geraldo Alckmin afirma que trabalhos recomeçam em um mês; conclusão é prevista para dezembro de 2018

12/10/17 07:00
Thiago Navarro
Douglas Reis
Governador falou sobre obras da Rondon ontem; na foto (da esq. para dir.): Celso Nascimento, Ricardo Madalena, Geraldo Alckmin, Daniel Alonso, Sandro Bola, Clara Ferraz e Pedro Tobias

A retomada das obras das marginais da rodovia Marechal Rondon (SP-300), no perímetro urbano de Bauru, deve ocorrer em meados de novembro. Nessa quarta-feira (11), o governador Geraldo Alckmin (PSDB) esteve na região e confirmou que os trabalhos devem recomeçar dentro de até um mês. A responsabilidade das obras é da Concessionária ViaRondon.

O anúncio foi feito em cerimônia de entrega das obras de duplicação de mais 37 quilômetros da rodovia Bauru-Ipaussu, em Brasília Paulista, Distrito de Piratininga. Prefeitos, vereadores e autoridades de diversas cidades prestigiaram o evento.

Na semana passada, uma reunião entre representantes da Artesp, DER, ViaRondon e Prefeitura de Bauru aconteceu em São Paulo. Conforme o JC noticiou, ficou acertado que a retomada depende da doação de áreas públicas do município para o Estado, pois alguns trechos das marginais passarão por esses locais.

"As obras vão voltar em até 30 dias, com a liberação dessas áreas. A programação é que as marginais fiquem prontas até dezembro de 2018", anunciou Alckmin. O prazo inicial era abril do ano que vem, porém, com a lentidão dos trabalhos nos últimos meses, este período terá que ser ampliado. "É um investimento de mais de R$ 120 milhões que a concessionária vai fazer nas marginais, e que será retomado", disse.

O deputado estadual Pedro Tobias (PSDB) intermediou o encontro da semana passada. "Era necessário o diálogo. Agora, as partes conversaram e a obra vai ser retomada", citou o parlamentar.

O diretor geral da Artesp, Giovanni Pengue Filho, lembrou que a construção das marginais está no contrato de concessão deste trecho da rodovia, sendo obrigação da ViaRondon, e que isso não poderá implicar em aumento na tarifa de pedágio ao longo da Marechal Rondon.

NECESSIDADE

Uma nova reunião entre as partes envolvidas está marcada para a próxima semana, em Bauru. Na ocasião, serão delimitadas as áreas exatas que precisarão de doação. O prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) adianta que não deve haver problemas na aprovação, pois um projeto de lei autorizando a doação precisa ser enviado para a Câmara. "Na semana que vem essa reunião já vai apontar quais são as áreas, e é algo que vamos fazer, sem problema algum. Está acertado esse compromisso, permitindo que as obras voltem", reiterou.

Sobre outros benefícios que não estão contemplados no projeto das marginais, como iluminação e um viaduto na altura da avenida Cruzeiro do Sul, Gazzetta entende que esta é uma próxima etapa. "Com as marginais, vamos ver quais serão as pendências ainda relativas a Rondon e discutir com o governo estadual e a concessionária, mais adiante", concluiu.

Reformas nos hospitais de Bauru

Ainda no evento dessa quarta-feira (11), Alckmin confirmou que a reforma da Maternidade Santa Isabel será concluída em breve. "Já foram executados 98% dos trabalhos, falta muito pouco", avisou. Segundo o deputado estadual Pedro Tobias, a previsão é que a unidade tenha todas as obras concluídas entre dezembro deste ano ou janeiro de 2018.

Já o Hospital Manoel de Abreu deve ter as obras licitadas no primeiro semestre do próximo ano, após a conclusão do projeto.

Depois da reforma, ocorrerá a ampliação do número de leitos, em comparação ao que era oferecido antes de o hospital ser fechado para a reforma.

SP-225 terá duplicação total em 2018

Nessa quarta (11) foi inaugurado mais um trecho, de 37 quilômetros, mas ainda resta apenas um pequeno trecho para terminar em Espírito Santo do Turvo

Fotos: Douglas Reis
Prefeito de Piratininga, Sandro Bola (PSDB), o deputado estadual Pedro Tobias (PSDB) e o governador Geraldo Alckmin (PSDB)
Clara Ferraz diz que só faltam cinco km para concluir a duplicação
A rodovia SP-225 (Bauru-Ipaussu) tem a previsão de terminar a duplicação até o ano que vem

A duplicação da Rodovia João Bapstista Cabral Rennó (SP-225), mais conhecida como Bauru-Ipaussú, está próxima de ficar completa. Ontem de manhã, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) entregou mais um trecho de obras concluídas, totalizando 37 quilômetros entre os municípios de Piratininga e Santa Cruz do Rio Pardo, passando por Cabrália Paulista e Paulistânia. O investimento total foi de R$ 212,7 milhões, incluindo dispositivos de acessos.

A cerimônia foi no trevo de acesso a Brasília Paulista, distrito de Piratininga, com a presença dos deputados estaduais Pedro Tobias (PSDB), Celso Nascimento (PSC) e Ricardo Madalena (PR), além de prefeitos, vereadores e lideranças políticas de diversas cidades da região. A Artesp esteve representada pelo diretor-geral Giovanni Pengue Filho, e a Concessionária Auto Raposo Tavares (Cart) pela diretora-presidente Clara Ferraz.

A Cart já havia entregue em anos anteriores a duplicação de dois trechos, entre Bauru e Piratininga, e também já havia esta benfeitoria após o entroncamento com o final da Rodovia Castelo Branco (SP-280), no município de Santa Cruz do Rio Pardo. Agora, com os 37 quilômetros oficialmente entregues ontem, restam apenas cinco quilômetros, em Espírito Santo do Turvo.

O governador Geraldo Alckmin declarou que as obras neste trecho restante ocorrerão 2018. "A previsão é que este trabalho comece em março e termine até dezembro do ano que vem, concluindo a duplicação da rodovia. E com o trecho que estamos entregando hoje (quarta-11), é mais uma rodovia que ganha segurança no estado de São Paulo, com uma obra feita pela concessionária. Duplicar uma rodovia é aplicar uma vacina, isso evita mortes", disse.

"Anualmente, morrem 3 mil pessoas assassinadas por arma de fogo no estado de São Paulo, um índice que caiu muito ao longo dos anos. Mas ainda morrem 6 mil em acidentes rodoviários, ou seja, as pessoas têm o dobro de chance de morrer em um acidente automobilístico na estrada do que assassinada. E acidentes de trânsito vitimam principalmente os jovens, então um investimento como este é uma prevenção", comparou Alckmin.

MOTIVO

A diretora-presidente da Cart, Clara Ferraz, explica que a duplicação dos cinco quilômetros em Espírito Santo do Turvo só não ocorreram ainda porque existe uma pendência com a prefeitura, sobre a localização dos dispositivos de acesso. Contudo, a concessionária e o governo estadual afirmam que até março de 2018 as obras devem começar neste trecho, com conclusão em dezembro do próximo ano.

SP-255

No evento, Alckmin anunciou que a Rodovia SP-255 será duplicada a partir do próximo ano, entre Jaú e Araraquara - passando por Bocaina e Boa Esperança do Sul. A assinatura da concessão, que envolve ainda mais rodovias próximas a Ribeirão Preto será no dia 23 de outubro.

Prefeitos prestigiam

A inauguração contou com a presença de muitos prefeitos, entre eles o anfitrião Sandro Bola (PSDB), de Piratininga; Clodoaldo Gazzetta (PSD), de Bauru; Daniel Alonso (PSDB), de Marília; Marcos Olivatto (PR), de Macatuba; Juninho Aderaldo (PPS), de Duartina; Otacílio Parras (PSB), de Santa Cruz do Rio Pardo; Zequinha Madrigal (PTB), de Cabrália Paulista; Paulo Augusto (PMDB), de Paulistânia; Odilon Rodrigues (PPS), de Bernardino de Campos; Dinho (PRB), de Sabino; Adílson Brumatti (PPS), de Pongaí; e Antonio Carlos Vaca (PSDB), de Borebi.

Rodovia SP-261

Os vereadores Manoel dos Santos Silva (Manezinho) e Fábio Glaser, de Lençóis Paulista, levaram ao governador o pedido de pavimentação da Rodovia Osni Mateus (SP-261) entre Lençóis Paulista e Águas de Santa Bárbara. Uma Frente Parlamentar foi criada, e segundo os vereadores, 17 municípios da região apoiam a iniciativa.

Fiscalização

O diretor-geral da Artesp, agência reguladora do transporte terrestre no estado, Giovanni Pengue Filho, citou que a fiscalização sobre as concessionárias é constante. Ele foi questionado sobre a situação da Rodovia Marechal Rondon (SP-300), tanto no trecho da Concessionária Rodovias do Tietê quanto no trecho da ViaRondon. Ele lembrou que multas foram aplicadas por conta de descumprimentos, em quesitos de segurança e qualidade do asfalto, e que ambas já começaram a melhorar os serviços, sob pena de novas multas.

Ler matéria completa
Mais notícias em Política
As mais compartilhadas no Face
Recomendado
voltar ao topo