Previsão do Tempo
Bauru
Regional

‘Junta Tribo’s’ reúne várias formas de arte

Agudos terá de volta hoje evento regional, em terceira edição, com atividades multiculturais

17/06/17 07:00
Lilian Grasiela
Divulgação
Evento multicultural será realizado na praça da antiga estação ferroviária de Agudos

A Praça Paulo César Wolber, que fica no Centro de Agudos (13 quilômetros de Bauru), ao lado da Antiga Estação Sorocabana, será palco hoje das 12h às 22h30, da terceira edição do "Junta Tribo's", evento beneficente que irá reunir bandas, artes plásticas, performances, capoeira e exposições, entre outras atividades culturais.

O "Junta Tribo's" de Agudos surgiu em 1999 com a proposta de integrar as mais variadas linguagens artísticas (leia mais abaixo) e é uma homenagem ao "Juntatribo", festival realizado no início dos anos 90, em Campinas, que é considerado um dos maiores festivais de música independente brasileira.

O evento contará com a presença das bandas Nastcut (São Manuel), Autoboneco (Bauru), One Thounsand Dead (Agudos), Harry e o som dos Ford (Lençóis Paulista), Oeste (Marília), Under Red Sky - Alice in Chains Tribute (Bauru), Artigo DZ9 (Agudos), The Licks - Stones Tribute (Bauru), Alto Nível de Insanidade (ABC), Mollotov Attack (ABC), Romero (Bauru) e Sociopata (Agudos-Bauru).

A programação inclui ainda performance poética; apresentação de capoeira com grupo Meninos de Agudos; Feira de trocas e desapegos (Bazar Cultural); discotecagem 100% vinil com o DJ Fino; banquinha de discos e CDs; Slackline, atividades circenses; praça de alimentação e exposições de fanzines, fotos preto e branco, escultura em madeira, quadro, pinturas e trabalhos artesanais.

A entrada no Junta Tribo's é gratuita, mas os organizadores pedem que os participantes doem agasalhos, que serão entregues para famílias carentes da cidade.

ORIGEM

O festival "Junta Tribo's" nasceu a partir da necessidade dos integrantes das bandas de Agudos Corpo Seco (hardcore punk com proposta sonora rudimentar e contestadora) e Grog's (miscelânea entre o hardrock, o hardcore e o mangue-beat) de levar integração cultural e diversão a um público carente de espaços e de abrir espaço para artistas marginalizados da região.

A primeira edição foi realizada em junho de 1999 e, a segunda, em agosto do mesmo ano, reunindo cerca de mil pessoas que foram prestigiar 14 bandas e exposições de artistas plásticos locais. Na ocasião, foram arrecadadas mais de meia tonelada de alimentos não perecíveis para o Abrigo Vicentino de Agudos.

Após um hiato de 18 anos, o festival volta a ser realizado com a mesma proposta de integrar variadas linguagens artísticas por meio da união entre a velha e a nova geração.

Ler matéria completa
Mais notícias em Regional
As mais compartilhadas no Face
voltar ao topo