Previsão do Tempo
Bauru
Tribuna do Leitor

O governo Temer é um escárnio internacional

Henrique Matthiesen - Bacharel em direito, jornalista

Um dia a história irá relatar que vivenciamos um tempo em que um governo é a síntese mais fiel do deboche e da corrupção. Fruto de uma conspiração golpista, a elevação de uma quadrilha de delituosos ao comando do Brasil, com o único desígnio de se locupletarem do poder. Sob a proteção do Congresso Nacional, o governo Temer tem licença para dilapidar o patrimônio público, tem alvará para destruir direitos sociais, tem autorização para delinquir e "habite-se" para envergonhar o Brasil.

Os casos de corrupção se avolumam de forma incontestável. Gravações de ministros pedindo propina, malas de dinheiro sendo entregues e encontros subterrâneos sendo revelados são o cotidiano dos locatários do poder. Sem o menor senso ético e moral, com as favas à decência, mergulhamos no escárnio governamental, onde a audácia arrogante do presidente esbofeteia toda sociedade brasileira.

Pior é vermos membros do Judiciário frequentarem almoços e jantares com os mesmos que defraudam o patrimônio da nação, num ultrajante comportamento anti-republicano indecoroso.

A falta de honra não mais intimida os imorais, o descaramento passa dos limites de qualquer senso mínimo de recato, a zombaria toma dimensões jamais vistas, o espetáculo funesto proporcionado é inacreditável. Afinal, o que falta para o fim deste governo? Por que somos submetidos à tamanha afronta?

Cadê a indignação do povo? Estamos anestesiados frente ao desmonte do Estado, diante das ruínas institucionais. Perdemos a esperança a cada dia de escândalos, conjecturamos que todos são iguais; entretanto, é essencial uma reação da sociedade. É fundamental que o Poder Judiciário abandone seu fundamentalismo elitista, e reaja fortemente contra esses gângsteres do erário.

As consequências deste período putrefato são graves para o Brasil. A sociedade pagará o preço caro de coexistir com esse governo corrupto. O Judiciário se desmoraliza em sua brandura e o Congresso entrará pelo esgoto da história pelo seu apoio.

Fora, Temer!

voltar ao topo