Previsão do Tempo
Bauru
Esportes

Brasil treina pela primeira vez no país do Mundial

13/06/18 07:00
Pedro Martins/MoWA Press
Neymar distribui autógrafos aos torcedores locais em Sochi após o treino aberto do Brasil, ontem

A Seleção Brasileira treinou pela primeira vez em solo russo ontem com portões abertos ao povo local. Contando com a arquibancada lotada em boa parte por crianças, Tite deu início ao último estágio de preparação do Brasil para a estreia na Copa do Mundo e viu até mesmo um jovem torcedor invadir o campo para tentar algum contato com os jogadores. Fred, mais uma vez, não participou dos trabalhos com o restante do elenco.

Após sofrer uma pancada no tornozelo direito no treino da última quinta-feira, o agora volante do Manchester United foi poupado das atividades seguintes e acabou ficando de fora do amistoso contra a Áustria, em Viena. Havia a expectativa de que Fred pudesse retornar normalmente ontem, no entanto, ele se limitou aos trabalhos com os fisioterapeutas.

A "estreia" da Seleção Brasileira em Sochi também teve Fagner e Philippe Coutinho como vítimas de seus companheiros. O lateral-direito do Corinthians, que completou 29 anos anteontem, recebeu ovadas do elenco, assim como o meia-atacante do Barcelona, aniversariante do dia (26 anos).

Voltando de um dia folga concedido pela comissão técnica, os jogadores foram divididos em dois grupos no treino de ontem. Os titulares fizeram um trabalho mais leve, uma vez que a maioria deles atuou em boa parte da última temporada europeia e estão sujeitos a um desgaste maior. Enquanto isso, os reservas participaram de atividades de ataque contra defesa com a participação dos goleiros.

Muitos dos ingressos do treinamento aberto em Sochi foram entregues a crianças de escolas locais. Um dos garotos até conseguiu invadir o gramado na tentativa de registrar o encontro com alguma das estrelas brasileiras, porém, foi contido pelos seguranças e retirado do campo.

Ao final do treino, os jogadores foram até o público distribuir autógrafos e retribuir o carinho recebido em seu primeiro treino na Rússia. A Seleção Brasileira volta a trabalhar hoje, quando terá treinamentos em dois períodos, às 9h e 16h do horário local, 3h e 10h (de Brasília).

Neymar aprova treino com torcida

Acompanhado por muitos torcedores locais na manhã de ontem, o primeiro treino da Seleção Brasileira em solo russo deixou uma boa impressão para os jogadores. No clima quase tropical de Sochi, o time dirigido por Tite abriu a preparação para a estreia na Copa do Mundo, contra a Suíça. "Clima perfeito, sol, a gente está feliz pelo carinho da torcida. Agradecemos todo o apoio. Está tudo maravilhoso, tudo nos conformes. A gente fica feliz com tudo isso", celebrou o astro Neymar à CBF TV. O clima comemorativo também foi sentido pelos jogadores. O lateral direito Fagner, que completou 29 anos anteontem, e o meia-atacante Philippe Coutinho, que fez 26 anos, levaram ovadas de seus companheiros. Após a atividade, os atletas ainda deram autógrafos e tiraram fotos com o público. "É muito bom ter o carinho de todo mundo, ambiente fenomenal na Seleção. O carinho da torcida é sempre importante para fazer a gente trabalhar cada vez melhor. A Copa já começou faz tempo. Estamos nos preparando há muito tempo, mostrando que estamos prontos", afirmou o zagueiro Pedro Geromel.

Hoje titular, Alisson não esquece momentos difíceis na Seleção

Hannah McKay/Reuters
Alisson chega à Copa sem ter sido vazado neste ano defendendo do Brasil

Alisson ainda não sofreu gols sob a meta da Seleção Brasileira em 2018. Ao todo, o goleiro entrou em campo para representar o País 17 vezes com o técnico Tite no banco de reservas e em muitas dessas oportunidades teve de lidar com grandes questionamentos por parte da torcida e imprensa, um tanto quanto incertos sobre sua real capacidade no gol. Hoje titular absoluto da Roma e do Brasil e alvo de grandes clubes da Europa, o jogador revelado pelo Internacional não esquece dos momentos difíceis vividos em seu início de trajetória com a 'amarelinha'.

"O futebol é um esporte no qual temos que nos provar partida após partida, não podemos nos acomodar. Conquistei esse meu lugar na Seleção com muito trabalho e com a ajuda dos meus companheiros. A disputa que temos aqui dentro é muito sadia. Passei por momentos difíceis, mas tive paciência", afirmou Alisson, ontem.

Titular incontestável da Roma, o goleiro da Seleção Brasileira é um dos grandes desejos de Liverpool e Real Madrid nesta janela de transferências europeia. Alisson assegura que ainda não recebeu qualquer proposta oficial, mas também admite que preferia fechar negócio antes do início da Copa. A forte concorrência pelo seu talento responde as dúvidas de muitos sobre o nível do atleta que Tite tem como titular na meta de sua equipe.

"Alguns questionamentos são feitos com razão, outros nem tanto. Respeito a decisão de cada um e a melhor maneira de respeitar é mostrando dentro de campo o que posso render. Minha temporada com a Roma demonstrou meu potencial. Não quero parar por aqui, no futebol temos que estar sempre mostrando e agora é um momento especial, em que temos que demonstrar mais do que nunca", continuou.

Parte do sucesso vivido por Alisson atualmente se deve à grande confiança depositada por Taffarel, preparador de goleiros do Brasil e único remanescente da comissão técnica de Dunga, treinador que já vinha apostando no goleiro da Roma. Nem mesmo a ascensão meteórica de Ederson, titular do Manchester City de Pep Guardiola, fez com que o camisa 1 perdesse sua titularidade.

"Sempre serei muito grato ao Taffarel. Não pela decisão de me convocar juntamente com o Tite e com o Dunga, mas pela qualidade do trabalho, que é o que mais acrescenta para nós goleiros. O conhecimento, a vivência, a experiência dele nos ajuda bastante. Vou sempre ser grato por ter a oportunidade de trabalhar com um profissional como ele", concluiu.

Ler matéria completa
Mais notícias em Esportes
As mais compartilhadas no Face
Recomendado
voltar ao topo