Previsão do Tempo
Bauru
Geral

Natalino cobra entrega de EMEIs em construção e critica compra de vagas

Para o vereador, prefeitura deveria antes negociar com entidades parceiras

12/06/18 07:00

O vereador Natalino Davi da Silva questionou, na sessão de ontem, a proposta de compra de vagas na rede de ensino privada. Natalino pediu ainda esclarecimentos sobre as construções das EMEIs do Parque Roosevelt e da Quinta Ranieri. As obras, paralisadas no ano passado por conta da falência da empresa vencedora da licitação, tinham previsão de entrega para março deste ano, mas, até o momento, não foram concluídas.

Bauru enfrenta déficit de vagas na educação infantil. Em 2015, a Prefeitura Municipal assinou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), junto ao Ministério Público, no qual se comprometia a sanar o problema.

Longe de alcançar o objetivo, a cidade tem agora 1.001 crianças à espera de matrícula, conforme divulgado, na última semana, pela Secretaria Municipal de Educação. Natalino acredita que a entrega das obras poderia minimizar o déficit, ao encontro do que foi estabelecido pelo TAC. "A cidade esqueceu de suas prioridades", reclamou.

Contribuindo com as colocações de Natalino, o vereador Markinho Souza (PP), líder do governo na Câmara, pontuou, na Tribuna, que a EMEI do Parque Roosevelt deverá ficar pronta em agosto. A escola atenderá também crianças do Alto Alegre, Petrópolis e o Residencial Buritis.

Quanto à EMEI da Quinta Ranieri, conforme apurou Markinho junto à administração, não há previsão para a conclusão das obras. Em pronunciamento, Natalino citou a compra de 400 vagas para a educação infantil na rede particular particulares, proposta pelo governo e anunciada pelo prefeito Clodoaldo Gazzetta na semana passada, com o intuito de atender crianças que estão na fila vagas.

Para o vereador, a Secretaria de Educação deveria, antes, negociar com as entidades - sem fins lucrativos - já conveniadas com a prefeitura.

Ler matéria completa
Mais notícias em Geral
As mais compartilhadas no Face
Recomendado
voltar ao topo