Previsão do Tempo
Bauru
Geral

Almoço ajuda quem não tem o que comer nos domingos 'vazios' do Centro de Bauru

Ação do grupo Amigos Solidários, ligado à Catedral do Divino Espírito Santo, ocorre todos os domingos na Praça Rui Barbosa

10/02/19 16:00
Marcele Tonelli
Renan Casal
Fila: em menos de 20 minutos, as marmitas acabaram
Renan Casal
O casal Sandro Renato Fabiano e Luciana Assis Fabiano coordena a inciativa, que distrui cerca de 100 marmitas todos os domingos

Desempregado, seo Onil Camargo, 64 anos, faria a primeira refeição deste domingo (11) apenas no fim da tarde, mas uma ação solidária permitiu que o idoso almoçasse. Um grupo formado por 19 voluntários fiéis da Catedral do Divino Espírito Santo distribuiu gratuitamente, neste domingo (10), cerca de 100 marmitas na Praça Rui Barbosa e seo Onil foi um dos beneficiados.

“É muito bom ver a igreja, as pessoas repartindo o pão, lembrando da gente aqui. O arroz em casa acabou ontem e eu não tenho dinheiro para comprar, porque dependo das vendas de água nos semáforos do Centro, mas hoje é um dia morto, sem movimento”, comenta seo Onil, que é morador do Jardim Godoy.

“Se não fosse essa marmita, eu iria perambular pelo Centro o dia todo com fome até conseguir comer um lanchinho, que outros voluntários dão lá na Estação Ferroviária no fim de tarde”, completa.

Miriam Rodrigues, de 40 anos, também foi beneficiada pela marmita. Moradora do 9 de Julho, ela conta que costuma perambular pelo Centro diariamente e se alimenta com doações.

“Mas hoje está tudo fechado, eu teria que ir para casa da minha filha almoçar. Agora, farei diferente. Vou levar outra marmita, além da minha, para uma amiga que está debilitada lá embaixo do pontilhão da Treze de Maio”, conta a mulher, que faz uso de crack desde os 17 anos.

Renan Casal
Amigos Solidários da Catedral em ação: preparação da marmita começou às 7h de domingo
Renan Casal
Se não fosse a marmita, seo Osnil Camargo perambularia pelo Centro o dia todo com fome 

DOAÇÃO!

Responsável pela Catedral, o padre Marcos Pavan exalta a importância da ação e de conseguir mais doações doações.

“A cada dia tem crescido mais e mais o número de moradores de rua. E não podemos mais apenas falar em solidariedade, temos obrigação de praticá-la. Eles (moradores de rua) são nossos irmãos e merecem dignidade” , finaliza o padre.

O grupo recebe doação de qualquer tipo de alimento não perecível. A ajuda deve ser entregue, durante o horário comercial em dia de semana ou nos horários de missa, na secretaria da Catedral do Divino Espírito Santo, que fica na praça Rui Barbosa.

Renan Casal
"A cada dia tem crescido mais e mais o número de moradores de rua", diz o padre Marcos Pavan
Renan Casal
Na foto, Luciana Assis Fabiano distribui a marmita para Miriam Rodrigues, que almoçou e ainda levou comida para a amiga debilitada embaixo do viaduto da Treze de Maio
Renan Casal
Fila: em menos de 20 minutos, as marmitas acabaram

FILA

Durante a ação, pessoas carentes e moradores de rua fizeram fila para conseguir o alimento, que para muitos seria a única refeição do dia. Em menos de 20 minutos de distribuição, as marmitas se esgotaram.

Coordenador da ação, promovida pelo grupo Amigos Solidários, o casal Sandro Renato Fabiano e Luciana Assis Fabiano conta que as distribuições completaram 2 anos e 2 meses e que a inciativa surgiu de casais amigos, que frequentavam o Encontro de Casais Com Cristo (ECC).

Todos os domingos, os voluntários acordam cedo para promover jantas, almoços ou cafés da manhã na praça.

“Já somos abençoados. Precisamos ajudar quem não tem nada. Muita gente trata o morador de rua como um bandido, um nada... Nós entendemos que são seres humanos frágeis e que precisam de dignidade e respeito”, comenta Sandro.

“Só é triste quando as marmitas acabam e ainda sobram pessoas com fome. Infelizmente, vivemos das doações, mas vamos tentar aumentar, pelo menos para 120 pratos”, acrescenta Luciana, contando que uma mulher ficou sem o alimento neste domingo.

Renan Casal
Pessoas carentes e moradores de rua fizeram fila para conseguir a marmita, que para muitos seria a única refeição do dia neste domingo
Renan Casal
Moradores recebem as marmitas na praça
Ler matéria completa
Mais notícias em Geral
As mais compartilhadas no Face
Recomendado
voltar ao topo