Previsão do Tempo
Bauru
Polícia

'Sem descanso eterno': jazigo é violado no Cemitério do Redentor

15/05/18 07:00
Vitor Oshiro
Renata Gois/Divulgação
Ossos ficaram expostos no Cemitério do Redentor, o que acabou revoltando as pessoas que visitaram o local no final de semana

No último domingo (13), um jazigo no Cemitério do Jardim Redentor foi violado. Ossos ficaram expostos, o que acabou revoltando as pessoas que visitaram o local no final de semana.

"Eu fui visitar minha mãe, que está enterrada lá no cemitério, e acabei me deparando com aquela situação", relata Renata Gois.

O jazigo violado não era da sua genitora, contudo, mesmo assim, gerou revolta. "Tenho medo de um dia chegar ali e ser o túmulo dela que está assim. O lugar que seria de descanso eterno é, na verdade, lugar de revolta para familiares", complementa.

ATO DE VANDALISMO

Em nota, a Prefeitura de Bauru informou que "a sepultura atingida pelo ato de vandalismo encontrava-se interditada e, logo que constatado por funcionários do cemitério, o caso foi levado à diretoria responsável".

Ainda no comunicado, a Emdurb esclarece que o caso se trata de um "evento atípico e isolado e que as medidas internas já foram tomadas, assim como a comunicação às autoridades por meio de lavratura de boletim de ocorrência junto à Central de Polícia Judiciária (CPJ)".

"A Emdurb tem colaborado com as investigações e se colocado à disposição para demais esclarecimentos", destaca a prefeitura, complementando que violação de jazigo é um crime previsto no Código Penal, em seu artigo 210.

Renata Gois/Divulgação
Ler matéria completa
Mais notícias em Polícia
As mais compartilhadas no Face
Recomendado
voltar ao topo