Previsão do Tempo
Bauru
Polícia

Em operação da Polícia Civil, ex-chefe de gabinete de Bauru é preso

08/11/18 11:00
Reprodução Facebook
Coronel Marsola foi chefe de gabinete e candidato a prefeito de Bauru em 2004

O coronel da reserva da Polícia Militar (PM) Antônio Sérgio Marsola, que foi chefe de gabinete em Bauru entre os anos de 2001 e 2004, foi preso na manhã desta quinta-feira (8), em Foz do Iguaçu, no Paraná, em uma operação denominada Eros, desencadeada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. 

A ação mirou acusados de integrar uma quadrilha que comercializa remédios proibidos, controlados e ilegais pelos Correios. O esquema interestadual oferecia, há pelo menos 12 anos, abortivos, ansiolíticos, "rebites" e outros remédios controlados e ilegais, segundo informa a polícia fluminense, que trabalhou com o apoio da paranaense. Além dele, outras quatro pessoas foram presas. 

Entre elas, no Paraná, estava Flávia Conceição Ermácora. Pesa contra ela e Marsola, que também foi candidato a prefeito em Bauru, a acusação de fornecer com regularidade medicamentos para Bruna Medeiros Boechat e Paulo Jardel Cavalcante Espindola, de Maricá, na Região dos Lagos.  O casal seria proprietário e administrador de uma das maiores páginas da Internet na venda de medicamentos proibidos, ilegais ou que só poderiam ser vendidos com prescrição médica. 

No ar desde 2006, o site comercializava medicamentos para clientes de todo o território nacional e as encomendas eram postadas nas agências dos Correios de Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Ao longo de seis meses, os investigadores da 78ª DP (Fonseca) acompanharam e registraram, via ação controlada, o envio de remédios. Neste período, Bruno Sérgio Honorato de Paula  também foi preso. 

Os suspeitos vão responder por tráfico de drogas, crimes contra a saúde pública e lavagem de dinheiro.

Ler matéria completa
Mais notícias em Polícia
As mais compartilhadas no Face
Recomendado
voltar ao topo