Previsão do Tempo
Bauru
Polícia

Caminhoneiro e ajudante morrem atropelados na Marechal Rondon

Eles conversavam no limite do acostamento da Rondon, na altura do viaduto da Nuno, quando foram atingidos por caminhão

05/12/18 16:25
Marcele Tonelli e Márcia Duran - Atualizada à 1h54 de 6/12
Fotos: Marcele Tonelli
Polícia Rodoviária, Samu, Corpo de Bombeiros e concessionária atenderam a ocorrência na Rondon
Homem atingido por caminhão morreu antes mesmo da chegada do socorro; local foi preservado para realização de perícia técnica

Um caminhoneiro de 49 anos e um ajudante de 35 anos morreram depois um atropelamento, nesta quarta-feira (5) à tarde, em Bauru. Eles foram atingidos por um caminhão enquanto conversavam no limite do acostamento da Marechal Rondon (SP-300), na altura do viaduto sobre a avenida Nuno de Assis, sentido Interior-Capital, por volta das 16h30.

Natural de Santa Catarina, o caminhoneiro Luiz Carlos de Lima Luz morreu antes da chegada do socorro. Já o ajudante e carregador de melancia Elton Celestino de Sá, morador de Goiás, recebeu atendimento e permanecia internado em estado grave até a noite desta quarta (5).

Segundo a Polícia Rodoviária, o caminhoneiro Luiz Carlos seguia no sentido Capital-Interior quando resolveu parar seu veículo, também com placas de Santa Catarina, no acostamento e atravessar a pista, a pé, para conversar com o condutor de outro caminhão, que estava carregado com melancia e também parado no acostamento da via, mas no sentido contrário, Interior-Capital. Eles falavam sobre fretes.

Elton, que é morador de Uruana, em Goiás, aproveitou a oportunidade e desceu do veículo para também conversar Luiz Carlos.

"Os dois conversavam no limite da faixa do acostamento com o motorista do caminhão de melancia, que não desceu. Em um dado momento, o ajudante foi puxar uma corda para arrumar a carga e acabou atingido por um caminhão-baú, que passava pela rodovia. Na sequência, o caminhoneiro também foi atingido", conta tenente Gabriel Eleutério, comandante interino da 1.ª Companhia da Polícia Rodoviária.

O acidente ocorreu no quilômetro 342 mais 720 metros. O condutor do caminhão-baú, que tinha placas de Agudos e que atingiu as vítimas, L.C.G. (apenas as iniciais do nome foram divulgadas pela polícia), 38 anos, ficou em estado de choque e precisou de atendimento médico.

A vítima fatal chegou a ser arrastada por aproximadamente cinco metros na faixa de rolamento da direita. Já Elton foi socorrido inconsciente com traumas pelo corpo. Ele foi levado para o PS Central em estado gravíssimo, mas também não resistiu aos ferimentos e morreu durante a noite.

No local, Samu, Corpo de Bombeiros e o resgate da concessionária ViaRondon prestaram socorro. O condutor do caminhão-baú e o motorista do caminhão de melancia, J.A.P., de 60 anos, foram submetidos ao teste do etilômetro, que não constatou grau de alcoolemia.

DESEMBARQUE

Entre as testemunhas do acidente, estava João Mariano Filho, 38 anos, também carregador de melancia. Ele contou que o veículo teria parado no local para desembarque, após dia de trabalho em uma lavoura em Ocauçu, quando o amigo se afastou do grupo para conversar com Luiz Carlos no acostamento.

"Acho que eles se distraíram. Somos de Goiás e estamos há 20 dias aqui na região. Íamos para Avaí amanhã tirar outra roça", lamenta o colega da vítima em estado grave.

CONGESTIONAMENTO

Após o acidente, a faixa da direita ficou interditada por cerca de duas horas. Houve desvio do trânsito pela avenida Nuno de Assis. Por conta do funcionamento parcial da rodovia, formou-se grande congestionamento e também houve lentidão no trecho. A liberação total ocorreu por volta das 18h30.

Ler matéria completa
Mais notícias em Polícia
As mais compartilhadas no Face
Recomendado
voltar ao topo