Previsão do Tempo
Bauru
Sacadas

Sacadas

21/10/18 07:00

Diversão garantida

Douglas Reis

Domingo é dia de reunir a família e aproveitar o que a cidade oferece. E hoje, uma boa pedida é 7.ª edição do Churravolks (foto), no Parque Vitória Régia. Por lá, Fuscas, Variants, Kombis e outros veículos tipo aircooler, ou seja, com motores refrigerados a ar, aqueles que não usavam o radiador de água para funcionar, estarão expostos. Mas não é só isso: vai ter churrasco, almoço caipira da Comitiva Costela & Viola e feira de artesanato. Começa às 9h e segue até 16h.

'Rock Escola'

Para quem é de rock, o domingo também está favorável. Calibrados, Doze Cordas, Dr. Whey e TKR Cara Preta tocam a partir das 16h, na Hamburgueria Comandante 300, no projeto Rock Escola. Todo o dinheiro arrecadado será revertido para melhorias físicas da Escola Estadual Raymi O. B. Pereira, que fica na Vila Dutra.

A era dos robôs

O Dr. Wilson vai aproveitar os celulares que estão nas mãos de milhões de pessoas em áreas vulneráveis do Brasil e da África para fazer informações sobre prevenção, cuidado com a água e saúde se espalharem por onde poucos médicos chegam. Ele é um robô desenvolvido a partir da união do empresário do setor de telecomunicações Mario Mendes e as empresas InBot, de inteligência artificial, e a Somai, de robótica.

Como falar com ele

A conversa com o Dr. Wilson pode ser tanto virtual, a partir de um chat que permite escrever e gravar áudios (disponível em http://www.drwilson.in.bot), ou em sua versão humanoide, com 55 centímetros que escuta, fala e até dança. Seu conhecimento vai incluir conceitos e recomendações de cuidados para prevenir e reconhecer 80 doenças comuns em regiões negligenciadas, entre elas dengue, malária, cólera e Aids. Ele é capaz de responder 30 mil diferentes perguntas e sua base de informações vai ser ampliada conforme se entenda quais as principais necessidades das regiões. A plataforma foi lançada no último dia 18.

Em hotéis e hospitais

Flávio Corvello/Futura Press/Estadão Conteúdo

Annye (foto), de any, qualquer, em inglês, é o primeiro humanoide - robô com aspecto humano - a ser vendido para fins de atendimento no Brasil. A boneca inteligente custa cerca de US 60 mil (R$ 222 mil) e pode servir para qualquer função de atendimento, por isso o nome. Em hotéis, por exemplo, pode realizar checkin, checkout, fazer reservas de jantares e responder sobre o cronograma das atividades. Em hospitais, sua utilidade é acompanhar pacientes internados, para que "não se sintam sozinhos".

Conversas simples

Exposta pela empresa Realbotix no Futurecom, evento de tecnologia realizado em São Paulo neste mês, o robô de silicone é programado para realizar conversas simples com humanos. "Vendemos cem cabeças que serão entregues para o setor hospitalar e hoteleiro até o fim de 2019", diz Gustavo Hernandes, diretor da Realbotix, uma joint venture de três anos formada pelas empresas americanas Abyscreation, da Califórnia, Taxtron, do Texas, e NextOS, de Curitiba (PR).

À venda

A diferença de Annye para Sophia, uma humanoide popular na comunidade tecnológica por ter recebido status de cidadã na Arábia Saudita, é que a boneca brasileira está à venda. Sophia é um projeto acadêmico e gerou controvérsias por ser anunciada cidadã pelo governo saudita, jogada de marketing polêmica para um país em que as mulheres adquiriram há poucos meses o direito de dirigir. 

Os hotéis e as estrelas

Falando em hotéis, a classificação entre uma e cinco estrelas deve acabar no Brasil. É o que prevê o Ministério do Turismo, único órgão autorizado a dar esse tipo de nota a meios de hospedagem no País. Desde 2016, estão suspensas a emissão e a renovação dos certificados. Isso significa que nenhum hotel inaugurado depois dessa data tem de fato estrelas ainda que ostente os símbolos em uma placa na recepção ou em sua página na internet. O ministério chegou à conclusão de que o atual sistema de classificação, cuja adesão era opcional, não atende mais às demandas dos hóspedes nem da iniciativa privada.

Como fica?

De acordo com o ministério, a ideia é que os critérios do SBClass passem a servir apenas como orientação ao setor hoteleiro, e, assim, as estrelas deixem de ser marca exclusiva do governo federal. O discurso de que o ministério vai passar de classificador a orientador, de acordo com a pesquisadora Mariana Aldrigui, professora do curso de turismo da USP, esconde a real razão para a mudança: a falta de orçamento da pasta e de equipe para dar conta de fiscalizar todos os hotéis do país.

Críticas

Para o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, Manoel Linhares, a classificação oficial por estrelas é boa para o setor, porque oferece maior segurança ao hóspede. Mas, no mundo todo, ela vem perdendo espaço para as notas e resenhas publicadas por viajantes em sites de avaliação de hotéis e serviços.

Le Manjue Café

O publicitário bauruense Alexandre Carvalho e seu sócio e companheiro Renato Caleffi inauguraram na última sexta-feira o Le Manjue Café, no refinado Shopping JK Iguatemi, em São Paulo. Alexandre, filho da incansável Catarina Carvalho e irmão de Catinha, faz sucesso na Capital faz muitos anos na área publicitária e agora, também, na melhor gastronomia. O Le Manjue original é um badalado restaurante nos Jardins, com pratos baseados na agricultura orgânica, cuja produção dos alimentos é própria. Renato Caleffi é um chef de referência nacional neste tipo de culinária natural e saudável. Como diz Roberto Rufino, Nota 10!

Bênçãos

Que esta semana, reta final da campanha eleitoral, seja de equilíbrio. Que venha com as bênçãos do criador e seja proveitosa. E até domingo que vem, se Deus quiser.

Ler matéria completa
Mais notícias em Sacadas
As mais compartilhadas no Face
Recomendado
voltar ao topo