Previsão do Tempo
Bauru
Segundando

Mãe, Lei Áurea, Nossa Senhora, chefs... e viva o domingo!

13/05/18 07:00
João Jabbour

Este final de semana, pode-se dizer com tranquilidade, é absolutamente comemorativo. Veja: hoje é Dia das Mães e Dia da Abolição da Escravatura, as datas mais festejadas. Mas também é Dia da Fraternidade, do Zootecnista, Dia do Automóvel, Dia de Nossa Senhora de Fátima e Dia Nacional do Chefe de Cozinha. E ontem foi Dia do Engenheiro Militar e Dia Internacional da Enfermagem e do Enfermeiro.

Há motivos de sobra para celebrações hoje, dia em que, naturalmente, a cada semana, já nos damos o direito a um refresco, seja ele de fruta ou de cevada... (ou outro malte qualquer). Afinal, todo domingo é para ser bem guardado. Foi escolhido para o descanso e para a meditação nas igrejas, nos templos e no interior de cada um que tenha alguma espiritualidade.

Também é perdoável quem faz no domingo breve pausa na dieta e degusta comidas proibidas pela cartilha da boa saúde e da estética. Até porque é Dia do Chefe de Cozinha! Então, vamos homenageá-los saboreando o resultado de suas habilidades, por sinal, em alta, atualmente. O mundo gourmet está em efervescência. Nunca se viu tantos chefs e ‘chefas’ nas residências, bares, ruas, restaurantes e na mídia. Somos, todos, máster chefs quando vamos pilotar um fogão ou uma churrasqueira. E isso é muito bom, não é, Érick Jacquin?!

Perdoável também é acordar mais tarde, bem mais tarde, no domingão. Tanto não é pecado sair da cama por volta de meio-dia no domingo que o padre Ricci inaugurou, antes de ser bispo, uma missa às 12h30 neste dia, para os preguiçosos de ofício ou de ocasião, na Igreja São Cristóvão, na avenida Nossa Senhora de Fátima, no Jardim América. Como a preguiça é o quinto pecado capital, certamente quem vai à missa das 12h30 deve se penitenciar um pouco mais, pedir um perdão extra...

Se você está lendo, é porque já acordou. Se é mãe, todas as minhas homenagens e agradecimentos possíveis de nós, filhos, pais e maridos. Estarei com Dona Elvira, Dona Fabiana e Dona Tereza, logo mais.

Devo estar, neste momento, na feira livre da Gustavo Maciel. Não resisto ao pastel e à coxinha com massa de batata da Dona Tereza, mãe de muito sucesso. E, logo após, um caldo de cana. Aliviar a sede é essencial. Faz bem para os joelhos também, dizem...

Domingo é dia de ver um bom (ou mau) filme. Relacionadas à data, recebi duas dicas ontem, que repasso. O primeiro é filme brasileiro ‘Doce de Mãe’, com Fernanda Montenegro, produção de 2012, que deu à nossa primeira-dama da dramaturgia o Emmy Internacional de Melhor Atriz. O outro é ‘Mamma Mia’, com outra grande estrela do cinema, Maryl Streep. A produção, norte-americana, é um musical de 2008. Mas há muitos outros. O Now, para quem assina a Net, tem um ‘pacote das mães’.

Domingo é o primeiro dia da semana, mas parece o último para quem trabalha arduamente durante os seis dias anteriores. Para muita gente, o domingo termina logo após o almoço em família. O restante do dia fica meio depressivo. Hoje, por exemplo, se o Corinthians perder para o Palmeiras, ficará mais ainda...

O fato é que o domingo, não raras vezes, provoca a dúvida cruel: faço tudo o que tenho direito à exaustão em um dia de folga ou me resguardo em descanso para começar bem a semana?

Seja como for, quando abrimos a janela no domingo, logo cedo, e vemos o sol reinando esplendoroso no espaço sideral, é diferente dos outros dias da semana, sem dúvida alguma, haja o que houver. É muito belo. Quanto mais cedo, mais os bons aromas da manhã nos enchem de alegria. Até os galos cantam mais alegres na madrugada do domingo, reparou?

Passear na Getúlio e em outros calçadões, receber os amigos e a família em casa, ir ao BTC ou à Luso, à feira, à missa ou ao culto, aos botecos e restaurantes, ao shopping, à chácara, sítio ou fazenda, visitar uns amigos, pescar, nadar, ler o jornal de manhã e um livro depois ou simplesmente desabar estatelado em uma rede ou no tapete, tudo é permitido no domingo. Até que chegue a segunda-feira e passemos a semana esperando o domingo que vem, depois o outro, o outro e o seguinte...

Ler matéria completa
Mais notícias em Segundando
As mais compartilhadas no Face
Recomendado
voltar ao topo