Previsão do Tempo
Bauru
Segundando

20 coisas que você tem de fazer em Bauru antes de morrer

04/11/18 07:00
João Jabbour

Esse tipo de lista não é exatamente uma novidade e existe em várias cidades e países do mundo. Também é pessoal e transferível, pois é totalmente sujeita a mudanças de acordo com as dores, gostos e delícias de cada um. Pode montar a sua e compartilhar com amigos, como faço agora. Vamos a ela.

1- Batistar (dar umas voltas pelo Calçadão)

2- Comer um legítimo sanduíche bauru

3- Ver ao menos um jogo do Norusca no Alfredão

4- Visitar o Zoo, o Jardim Botânico e a Tenrikyo

5- Ir a nossos ótimos supermercados que, mais do

que locais de compra, são pontos de encontro

6- Passear no Aeroclube e voar em um planador

7- Visitar e conhecer nossos bairros mais distantes

8- Ir a pelo menos um barzinho, restaurante e uma

boate de nossa noite gastronômica e de

lazer, famosa no Interior do Estado

9- Ver uma peça ou espetáculo no Teatro Municipal

(verifique antes se o ar-condicionado está

funcionando)

10- Caminhar pela Getúlio Vargas (pode ser em

patins e roller board, vai...)

11- Comer churros na Praça da Paz

12- Comer pastel na feira livre da Gustavo

(...e visitar a Feira do Rolo)

13- Conhecer a Baixada do Silvino, onde tudo

começou em 1800 e tanto

14- Ler o Jornal da Cidade (de preferência, todo dia,

hehehehe)

15- Assistir a jogos do Bauru Basket e do Vôlei Bauru

no ginásio Panela de Pressão

16- Estudar em uma de nossas inúmeras

universidades (ao menos um curso de MBA)

17- Ir a uma sessão da Câmara Municipal

(para não te chamarem de alienado)

18- Visitar os museus e ter uma noção dos feitos

de nossos heroicos antepassados

19- Se divertir na Grand Expo Bauru e na Festa do

Sanduíche Bauru

20- Dar umas voltas no Parque Vitória Régia

Obs: Deixarei a lista em aberto. Sugestões podem ser enviadas no [email protected] Se for necessário, faremos e publicaremos uma nova relação.

Para fugir um pouquinho da dura realidade, li outro dia uma lista das 10 coisas que precisamos saber antes de morrer. Por exemplo: sabia que alguns animais comuns estarão extintos antes de morrermos? Que desde o início da espécie humana já passaram pelo Planeta 106 bilhões de pessoas? Que descobrimos até agora apenas um terço de todos os animais marinhos existentes? Que em algum lugar do mundo vive alguém assustadoramente parecido com você?

E, por fim (fim mesmo...), por mais pessoal e indescritível que esse momento seja, um estudo realizado com 150 pessoas que já passaram pela experiência de quase morte revela quais são os sintomas mais comuns antes do desenlace. São eles: relaxamento, alucinações, retrospectiva, sensação de arrependimento, perca da temperatura corporal e perda do apetite.

Também, se não fizer ou não saber de nada disso que está escrito acima não quer dizer que você será mais ou menos realizado do que qualquer cidadão de bem e em paz com a sua consciência.

Mas faça sua lista. Quem sabe não acaba sendo um exercício de desprendimento que o ajude a sair do lugar comum.

Como também pode se fazer uma lista de grandes amigos que você mais via há dez anos atrás. É o que recomenda em "A Lista" o melhor cantor do Brasil, Oswaldo Montenegro (não morra sem ver um show dele).

Porque há uma coisa que ninguém deve deixar de fazer antes de morrer: amar, amar as pessoas, amar de novo, amar sempre, como se não houvesse amanhã.

"Quem passou pela vida em branca nuvem. E em plácido repouso adormeceu. Quem não sentiu o frio da desgraça. Quem passou pela vida e não sofreu. Foi espectro de homem, não foi homem. Só passou pela vida, não viveu" - Poeta Francisco Otaviano.

Ler matéria completa
Mais notícias em Segundando
As mais compartilhadas no Face
Recomendado
voltar ao topo