Previsão do Tempo
Bauru
Entrelinhas

Entrelinhas

Da Redação

Sobra

A Câmara Municipal vai devolver R$ 2,3 milhões de sobras do duodécimo deste ano para a prefeitura. O valor foi definido ontem, com o balanço anual, e anunciado pelo presidente cessante, Sandro Bussola (PDT). A verba será usada para a construção da nova Unidade Básica de Saúde do Núcleo Nova Esperança. A definição foi entre os vereadores e a prefeitura, devido a precariedade do prédio atual. Leia mais na pág. 3.

Transição

O presidente eleito da Câmara, vereador José Roberto Segalla (DEM), fez ontem pela manhã a primeira reunião de transição com Bussola. Participaram ainda diretores das cinco áreas em que a Câmara é dividida, e Segalla obteve a informação de que não há grandes pendências. Ele destacou que um assunto que ainda precisa de conclusão é a licitação para a compra de cadeiras, em que um dos lotes precisará de nova disputa e a abertura de licitação para que o local receba o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), pois demanda adequações.

Visita ilustre

Ontem, Segalla e Bussola também receberam Caio Augusto Silva dos Santos, eleito presidente da OAB de São Paulo para os próximos três anos. Ele é de Bauru e conversou com o atual e o futuro presidente da Câmara. Os vereadores destacaram a conquista de Caio, que é o primeiro candidato do interior a vencer a disputa estadual da categoria dos advogados.

Marcado

A posse de Segalla como novo presidente ficou marcada para o dia 1 de janeiro, às 9h30. Alguns parlamentares já avisaram que não estarão presentes, devido a compromissos previamente assumidos fora da cidade. A solenidade costuma ser rápida, e tem o discurso do presidente que está assumindo e a cerimônia foram de posse dos eleitos.

Antecipar

Durante o primeiro mês no cargo, o vereador Segalla deve conversar pessoalmente com o prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) para estabelecer como ficará o relacionamento entre os poderes. Uma das propostas é evitar que o prefeito e secretários façam reuniões com os vereadores no intervalo das sessões, e que esses encontros aconteçam em outros momentos durante a semana. Ele considera que discutir projetos no dia da votação é complicado, pois muitos dados apresentados não são confrontados ou mais analisados pelos vereadores.

Papelada

Ontem, logo após a reunião com Segalla, o presidente atual da Câmara foi para São Paulo, para ajudar a resolver uma pendência no convênio de recape de uma emenda do deputado estadual Cezinha de Madureira (PSD). Bussola tem bom relacionamento com o parlamentar. O prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) deve assinar o documento apenas na semana que vem.

Encerrado

A prefeitura encerra os trabalhos administrativos hoje às 18h e retorna apenas na quarta-feira, após as 12h. Será, portanto, o último dia de atividade do governo neste ano. A Câmara termina às 12h de hoje e retoma apenas na quinta-feira - o Legislativo vem trabalhando em meio período, devido ao recesso parlamentar. Por enquanto, não há previsão de convocação de sessões extraordinárias no período de recesso. Essas reuniões em geral são chamadas pelo prefeito, mas não há grandes projetos esperando votação em plenário atualmente.

Leia mais em Entrelinhas
voltar ao topo