Previsão do Tempo
Bauru
Entrelinhas

Entrelinhas

Da Redação

Duodécimo

O valor da sobra do duodécimo da Câmara Municipal é maior do que o inicialmente esperado. Foi divulgado que a devolução seria de R$ 2,3 milhões, dinheiro que a prefeitura usará para a construção da nova Unidade Básica de Saúde (UBS) do Núcleo Nova Esperança. Porém, o valor final deve chegar a R$ 2,7 milhões, e a diferença de R$ 400 mil foi comunicada ontem pelo presidente Sandro Bussola (PDT) ao governo.

Pavimentação

O valor a mais deverá ser direcionado para o asfalto de ruas do Parque Bauru. O pedido foi feito ontem por Bussola ao prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD). A verba seria suficiente para várias quadras que estão sem a pavimentação. Também ontem, a prefeitura assinou o processo licitatório para a construção da UBS do Nova Esperança, com a intenção de contratar uma empresa para realizar a obra no começo do ano.

Licença

Em fevereiro, Sandro Bussola ficará por pelo menos 20 dias de licença do mandato na Câmara. Ele vai participar de uma viagem para países da África, Turquia e Israel com a Igreja Assembleia de Deus, onde é pastor, e precisará de afastamento sem remuneração. Em seu lugar, entrará a primeira suplente do PDT, a professora aposentada Maria Helena Catini, que obteve 1.667 votos nas eleições municipais.

Recorde

A suplente deverá participar de duas ou até três sessões ordinárias da Câmara. Ela já foi vereadora em Agudos. A presença de Catini marcará ainda o recorde de mulheres atuando em um mesmo período no Legislativo. O maior número é o atual, com três vereadoras - Chiara Ranieri (DEM), Telma Gobbi (SD) e Yasmim Nascimento (PSC) - e chegará a quatro no momento em que ela assumir a cadeira de vereadora.

Formação

A viagem de Bussola está marcada para 12 de fevereiro. Com isso, ele participará das duas primeiras sessões do ano e estará na formação das novas comissões permanentes, feita sempre na primeira sessão de cada biênio, após a definição da Mesa Diretora. As mais disputadas são as Comissões de Justiça, de Economia e de Fiscalização, e os partidos com dois vereadores - PP, PDT, PV, PPS e DEM - tem vantagem na votação de escolha dos membros.

Esvaziado

Muitos vereadores não devem participar da cerimônia de posse da nova Mesa Diretora da Câmara, na terça-feira. Alguns já avisaram que estarão em viagem e não conseguirão prestigiar a solenidade. Um deles é Roger Barude (PPS), eleito primeiro secretário, e que tomará posse na semana seguinte.

Presentes

O presidente José Roberto Segalla (DEM), o vice-presidente Coronel Meira (PSB) e a segunda secretária Yasmim Nascimento (PSC) devem participar normalmente. Alguns parlamentares entendem que a data da posse poderia mudar nos próximos anos, visando maior participação de vereadores e autoridades.

Cargos

O presidente eleito ainda não definiu em quais cargos comissionados da Câmara haverá mudança. A única troca considerada certa até agora é a de chefe de Gabinete, até por ser a pessoa mais ligada ao presidente. José Roberto Segalla disse que recebeu uma relação com os atuais ocupantes e vai analisar com calma neste feriado para decidir se haverá alterações.

Leia mais em Entrelinhas
voltar ao topo