Previsão do Tempo
Bauru
Opinião

Vazio

Arnaldo Pinzan

Três fatos ocorridos recentemente motivaram essa reflexão. Quem não passa por momentos de sensação de vazio na vida? Uns a preenchem com leitura, cursos de música, artes plásticas, trabalhos manuais, aprendendo outros idiomas, filmes, bater papo com amigos, voluntariado em hospitais, casas de saúde, creches, etc. Podemos ter visões de voos de asa-delta, helicóptero ou de Boeing. A opção é nossa.

No domingo de 9 de abril pp, na avenida Getúlio Vargas, presenciei um caminhão-palco com atenção voltada para os portadores de autismo e a seguir, embaixo da árvore Copaíba, uma primeira apresentação do coral do Grupo de Amigos do Parkinson. Uma verdadeira lição sobre a superação dessa doença do sistema nervoso que visa estimular seus portadores, com reflexos psicossociais.

Foi distribuído um folheto com os endereços desse GAP: @gapbauru: [email protected] e o telefone da Casa do Médico - 3227.7991. Fica-se sabendo que esse grupo desenvolve atividades nessa sede de bordado, pinturas em tela e tecidos, fonoaudiologia, robótica, coral, psicologia e fisioterapia, com dias específicos e alguns cursos gratuitamente. Senhores e senhoras são estimulados a participar desse grupo visando a reintegração e melhores condições de vida. Um segundo evento que me informaram foi a distribuição dominical em frente à Catedral do Espírito Santo de marmitex para os moradores de rua, que nesse dia não contam com o restaurante Bom Prato, que cobra R$ 1,00 a refeição e ficam desassistidos e procuram sobras ou restos alimentares em latas de lixo.

Um dos casais que elaboram essa marmitex descreveu a emoção de ver esses moradores de rua se organizarem para receber esse precioso alimento e que precedem com uma oração comunitária de agradecimento. Fato marcante para eles foi a de um morador dividir sua marmitex com outro morador que chegou atrasado. Sei que muitas entidades religiosas e sociais também fornecem alimentos aos mais necessitados, como é o caso da Paróquia Universitária, da qual sou frequentador, que prepara e distribui lanches ou sopa nas noites de segundas-feiras.

Muitas entidades trabalham para capacitação de pessoas para ingressarem no mercado de trabalho ou fazendo campanhas de arrecadação de alimentos e roupas para os mais necessitados. O terceiro agente motivador foi a palestra proferida na Fatec pelo CL Manuel Messias de Melo, para os integrantes dos 6 Lions de Bauru.

As atividades são erroneamente rotuladas como jantares apenas. Cumpre esclarecer que precedendo esses jantares a diretoria de cada Clube se reúne antecipadamente para definir estratégias de prestação de serviços e que são apresentadas nessas reuniões para conhecimento dos associados e discussão e motivação da sua participação. Se entrar no site http://lionsclubs.org/pt, que tem acesso livre, poderemos encontrar informações sobre diversas atividades e doações realizadas pela Fundação Internacional de Lions Clubes, onde cidades da região como Bauru, Macatuba, Lençóis Paulista, foram contempladas com alguns milhares de dólares para construir alas e equipar hospitais, escolas, projetos educacionais como o Lions Quest, dedicado à formação de professores e pais de adolescentes em idade escolar, de escolas públicas.

Esse caixa dessa Fundação é o resultado de milhares de dólares doados em diversos locais do mundo. Citou que a multinacional Johnson&Johnson, apoiando o movimento sobre o tratamento da catarata, se prontificou a colocar lentes nos óculos. Quando se realiza a Feira da Saúde, o objetivo é chamar a atenção da população sobre doenças como diabetes, pressão alta, retinopatias, catarata, aquelas sexualmente transmissíveis, saúde bucal, entre tantas, que tem melhor prognóstico quando descobertas e tratadas precocemente. Quantas cirurgias de catarata já foram realizadas gratuitamente, às custas da verba dessa Fundação.

Terminou sua apresentação pedindo que todos fechassem seus olhos e começamos a ouvir um flautista cego, professor da Escola e Lar para Cegos Santa Luzia, que está sendo construído para abrigar uma nova sede mais adaptada às suas necessidades. Navegando por essa plataforma, em cada item anunciado tem-se muitas informações que vão desde o interesse de se iniciar e preparar adequadamente um projeto que seja de interesse dessa Fundação financiar. O CL Messias já elaborou mais de 60 projetos apresentados. Como dizemos, ele conhece o caminho das pedras. Enfatizou a necessidade de maior visibilidade das atividades por parte da população, para engajar novos Companheiros e Companheiras. Na cidade, entidades como Sorri, Apae, Creche Lions Centro, Centrinho, Hospital Estadual, Hospital de Combate ao Câncer e tantas outras também foram beneficiadas.

Quando vê-se anúncios de festas, jantares, lanches, pizzas que contêm o logotipo do Lions, entenda-se que esses clubes estão emprestando sua solidariedade e credibilidade a essas entidades que visam destinar as arrecadações para ajudar essas instituições. Quando se resume, chega-se à conclusão que faltarão dias na sua vida a viver que possam preencher todos esses vazios.

O autor é professor da FOB-USP, membro do Lions Clube de Bauru Centro e M.E.C.E. da Paróquia do Sagrado Coração.

Leia mais em Opinião
voltar ao topo